Digital clock

sábado, 1 de setembro de 2012

Pontos


Lua nua.
Lua sua.
Lua nossa.
Lua azul.


01.09.12

Cfigueira*

quarta-feira, 20 de junho de 2012

Sentimentos VI...(18)

E foi assim
sem esperar
que ela provou
o doce sabor
da justiça.
Ninguém
poderia
medir sua
alegria.
Ninguém!
Somente
Deus.
E ela teve vontade de dançar,
E ela teve vontade de cantar,
E ela teve vontade de chorar.
E ela dançou, cantou, chorou,
mas só Deus ouviu.






19.06.2012


C.Figueira*




sábado, 16 de junho de 2012

Sentiemntos ...VI (17)

Fazer sorrir
para esquecer tristezas
Fazer cantar
para amenizar feridas
Fazer sonhar
para acumular energias
Fazer amar
para entender a vida...

Foi só por isso
que ela te quis aqui
Ela queria apenas
se sentir feliz!


CFigueira*
16/06/2012

quinta-feira, 14 de junho de 2012

Sentimentos VI...(16)

Equilibrista
sobre o fio da incerteza
de um lado a hipocrisia 
do outro a vocação.
Bocas,olhos, ouvidos,
paralelos, 
observam a tudo 
e por tudo esperam.
Um passo em falso 
e ... ti bum!
Sua história estendida
no chão.




CFigueira*


15.06.2012


Sentimentos...VI..(15)

De repente 
raios riscam meu céu
e eu perco o chão.
De repente
tudo gira ao meu redor
e eu perco o ar.
De repente
a descoberta inesperada
e eu perco o rumo.
De repente
não mais que de repente
sou eu mais um.




CFigueira*


14.06.2012

quarta-feira, 6 de junho de 2012

SENTIMENTOS VI...(14)

Teus olhos fixos
olhos de lince
fera faminta
pronto ao primeiro
deslize...
Acorrentado seja,
maldito desejo,
de devorar a sorte
da voz indefesa!




Cristina Figueira*
(06.06.2012)


terça-feira, 5 de junho de 2012

Haikai




Na partitura a dor


em gotas de saudade


ouve-se apenas o dó. 




(C.Figueira*)


05.06.12

domingo, 29 de abril de 2012

Sentimentos VI ...(13)


Cartas de amor são piegas 
e tão cheias 
de suspiros,
cajuzinhos, 
granulados...
Voam até borboletinhas
e corações lado a lado.
São veladas, declaradas,
com florzinhas desenhadas.
Tão intensas, tão banais!
Cartas de amor ...tão iguais!



29.04.12

sábado, 14 de abril de 2012

Sentimentos VI...(12)


A alma quer voar...
pairar por entre nuvens
e estrelas,
paisagens mansas
e de luz.
Entrar em êxtase,
deitar no dorso da lua
e sentir-se livre...
para então
se entregar.



13.04.12



terça-feira, 10 de abril de 2012

Sentimentos VI ...(11)


Sobre a manhã
um cheiro doce de hortelã
perfuma o ar, o ser e o estar.
O pensamento vai até você
que me instiga, me chama, me grita.
E responde nas flores, nas formas
e cores do bem querer...


10.04.12



Sentimentos VI...(10)


E de repente...
solto um sorriso no ar,
o olhar tem novo brilho.
Mas será?
Será que eu quero me apaixonar?


10.04.12

terça-feira, 3 de abril de 2012

Sentimentos VI...(9)


Retiro a cada dia
pedras -
planto flores!
Os cacos ferem os pés
e causam dores.

Palavras e olhares,
espinhos similares,
arranham a alma,
arrancam a calma,
ceifagens...

Em vão tecem as redes,
risos, tantos!
O pranto eu recolhi
e silencio.
Na fé eu me deleito
e não me enfeito
com os beijos que dos tolos
recebi.

Recolham suas armas,
suas falas!
Respeitem a rosa branca
que orvalha.
- Cansada desta inútil represália -
E não destruam mais o meu jardim!


03.04.2012






terça-feira, 27 de março de 2012

Sentimentos VI ...(8)


O odor estranho e forte,
invade o espaço pequeno,
alguém pressente a morte.
A porta é aberta
e lá está sua sorte
desenhada com seu sangue
por toda parte.
O corpo inerte,
em decomposição,
ali,
sozinho,
não teve tempo de dizer adeus.
Como? Pra que? Por que?
A resposta está no silêncio
do homem estendido no chão.

(27.03.2012)
Ao amigo Prof. Valdir, morto em 22.3.2012

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

Sentimentos VI ...(7)

Sentimentos ocos,
flácidos, desiguais,
arrastam-se
como lesmas
dentro de mim.
Nada vejo
que não seja em
preto e branco.
Penso que passei
da conta,do ponto, do encanto.
Acho que deixei de acreditar, enfim...


03.02.12


quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Sentimentos VI...(6)


Ponto de areia
imensidão do mar
o sufocar das palavras
o olhar de quem não crê
a sensação de vazio
silenciar dos sentidos.
É hora de se permitir:
Libertar, Reflorescer...
...Vestígios.



02/02/12

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Sentimentos VI ...(5)


Paixões são passageiras,
mas ficam presentes
na memória
e sobrevivem a cada saudade.
Sorrisos,abraços, brincadeiras,
palavras de carinho,
intimidades...
que passam e passam
como passam
as tempestades.


01/02/12

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Sentimentos VI...(4)


Jogados às traças,
nos becos, nas praças,
à fome, ao frio,
à droga que mata,
meninos do Rio.




30.01.12

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Sentimentos VI (3)


Somos frágeis criaturas
num universo de incertezas,
cuja a única certeza
é a morte,
sempre prematura,
de uma parcela do que se deixou
de ser
de amar
sonhar
e sentir.


27.01.12

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Alienado


Volta pra Terra
Da Lua!
Quem foi que disse
que era amendoim
o cocô do coelhinho?
- É do baralho esta "Alice"!
Sete vidas tem seu gato
cuidado com seu rabinho,
um dia a Rainha louca
faz você em
pedacinhos.


(26/01/12)

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Antiguidades


Estão ali...
no canto da estante,
no porta-retrato,
no baú do quarto,
e a qualquer instante
criam vida...
tomam forma...
contam histórias
e mexem comigo.


25/01/2012

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Sentimentos VI...(2)


Cheiro da manhã
cheio de manhãs...
o sol chegando,
o mar chamando,
o café quentinho,
o pão fresquinho,
a vida acordando.
Liberdade!
Felicidade!
Saudade...


23.01.12

domingo, 22 de janeiro de 2012

Sentimentos VI...(1)


Ser poeta não é minha profissão...
A poesia é minha paixão.
É o canal que me aproxima do eterno.
Não respondo por elas, nem sou escrava delas.
Não sigo regras, nem conceitos.
Fazem parte de mim e eu faço parte delas.
São sopros do imaginário,
são canções, mimos ou lamentos.
Mas são minhas, tão somente minhas!
Vozes do meu ser, livres em minhas mãos,
que se eternizam
em palavras grafadas, grifadas, sentidas,
com toda minha emoção.


23.01.12





quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Sentimentos V...((30)


Eu só
somente
eu
semente
sem
sem
somente
eu
somente
só...

Sentimentos...V (29)


Toma meus beijos,
meus beijos borboletas...
e exorciso seu corpo
nu ... em febre...tão meu.




19.01.12

Sentimentos V...(28)


A rosa rubra
no jardim
sempre sorria
pra mim...
E sem esperar
pelo amor
foi embora com o
beija-flor...


12.01.12

A vc amiga!

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Hoje (38)


Recolha suas farpas,

sua fantasia,

seu mundinho

surreal.

Nada mais sobrevive,

foi levado no tempo

das oferendas

ao mar.

O ciúme não cabe

no toque do meu olhar

à imagem frágil e sem sal

que alimenta sua febre final.

03.02.12

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Sentimentos V...(27)

Tudo que se quer
é o novo...
um novo olhar,
um novo amar,
um novo ter.
Sem culpas!
Sem divisas!
Sem mentiras!
Apenas ser...
Ser verdade!
Ser inteira!
Ser mulher!


02/01/2012

Hoje (37)


Hoje...
não há lua
cai a chuva
insistente
sobre o telhado do novo.
Chove forte, chove fraco,
molha a vida,
a alma, a sorte,
arrasta consigo os borrões,
recarrega a fé do povo!


02.01.2012




Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores