Digital clock

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Dona Pombinha



Dona Pombinha


trapalhona e tagarela


trabalha lá nos Correios


pertinho da casa dela.


Vai e volta ligeirinha


pelas ruas da cidade


levando pra todo mundo


mensagens e novidades


Ela é muito prestativa


é só fazer o pedido


apesar das trapalhadas



sempre atende aos amigos.



Mas a pombinha-correio,



que tanto espalha simpatia,



à noite é só solidão



lhe fazendo companhia.









29/04/09




quarta-feira, 29 de abril de 2009

Hoje...(15)


Hoje ...

Eu tive um sonho

mas um sonho tão real!

eu entrava na casa de alguém

de uma forma natural.

Pareci-lhe uma miragem

pela expressão do seu rosto

nem ele me conhecia

nem eu o reconheço...

Não havia sons de vozes

falávamos pelos olhos

uma experiência única

tão doce de recordar.

A casa era bem modesta

no canto um velho piano

os móveis havia herdado

tudo me foi relatando.

Ele tinha os cabelos brancos

e andar meio curvado

Uma paz no seu olhar

na face as marcas dos anos

Na poltrona velha da sala

fui então me aconchegando

mas o bendito celular

acabou com todo encanto.



29/04/09


Haikai


Folhas de outono


caídas ao chão


lembranças que se vão.



28/04/09

terça-feira, 28 de abril de 2009

Meu nome



Me chamo Teresa Cristina

nome forte, imperial

mais Cristina que Teresa

porém de beleza igual.

Tenho uma estranha idéia

de nome composto assim

penso ter duas mulheres

morando dentro de mim.

Teresa é meu lado mais sério

Cristina minha alma menina

Teresa meu caso com a vida

Cristina com a poesia.

Ambas por mim são queridas

Juntinhas me orgulho demais

Me chamo Teresa Cristina

nome dado por meu pai.




28/04/09



segunda-feira, 27 de abril de 2009

Arco-íris


O céu de repente nublou

nuvem escura o retocou

derreteu no mormaço do dia.

A chuva molhou toda rua

ninguém esperava por ela

nem a minha poesia.

Depois que a chuva passou

o céu abriu nova tela

revelou outras matizes.

Da minha janela espiei

- Hoje tem festa no céu

armaram o arco-íris!
27/04/09

Declaração




Declaro meu amor em preto e branco


espalhando-o em versos bem discretos


perfumando o ar por onde ando


sentindo seu olhar sempre mais perto.


Não deixo que me fuja a sintonia


porque é doce este cantar em poesia


fazê-lo meu sonhar é mais que certo


e tê-lo é bem mais que utopia.


Declaro e só a ti compete ler


todo carinho que disponho entrelinhas


a sua alma e a minha se casaram


e o descaminho de seus olhos faz sofrer.


Mas ante a cura, a liberdade que virão


um dia juntos, eu creio, caminharemos


e ao nosso pranto sem julgo fundirão


os nossos corpos também no firmamento.






27/04/09

Sonhossss




Quem não sonha, perdeu amor pela vida...


quem sonha acredita no amor e na vida! (27/04/09)

Hoje...(14)


Hoje

amanheci com os olhos úmidos

a sensação amarga na alma

um leve aperto no peito

como se algo triste fosse acontecer

me ponho em oração

e rogo a Deus por todos, por mim

e por você...

O céu do meu dia está triste

um mormaço inquietante

uma chuva fina que cai,

e trai a beleza do sol que não sai.





27/04/09


Quem tem olhos que me entenda...


Os olhos da loucura

abruptamente sorveu


o gozo da insanidade


pondo suas vítimas


em dramático combate


abocanhando os méritos


que não imaginava ter.


Desfêz de puros intentos


sobrevoou com ousadia


almas e corações doridos


perdendo-se em narciso


desejo de aparecer.


Pobres olhos opacos


de sofrer intenso


talvez queira renascer ainda,


neste campo de batalha


talvez consiga


se curar a ferida


retalhada,


retorcida,


do seu


próprio


ser.




27/04/09

Abraçar (Poetrix)


Gesto aconchegante

corrente de energias

troca de sentimentos.




27/04/09

domingo, 26 de abril de 2009

Ca la da


Então ele lhe disse:

- Eu te amei muito! Você foi muito amada.

Ela sabia que era mentira,

mas resolveu fingir que acreditava

e partiu com o amor que era só dela,

preso na garganta.

Afinal, ele sempre foi o dono da razão.

Por que contrariar? Melhor continuar calada.
26/04/09

Andarilha


Um véu cai do seu rosto

e deixa que veja com clareza

o mal que tem feito a si mesma.

Decide que não quer mais isso,

migra com suas lembranças

e parte pras suas andanças.

Não importa se sozinha

pés descalços ou não

sentindo toda emoção

ela quer renovar sua vida

não se passa por vencida

precisa espalhar poesias

pelo vento, pelo tempo,

por quem a quiser ouvir.

Esquecer talvez de vez

Amar quem sabe até

Chorar de tanto rir.



26/04/09


sábado, 25 de abril de 2009

Escrevo pra você.


É tarde...eu ainda aqui

virtuando poesias.

No silêncio da madrugada

o som do teclado resiste.

A cabeça viaja...

sonha, imagina, retrata.

Corpo cansado reclama

e a alma alada persiste

Olhos começam a pesar

já não guardam as emoções.

É melhor obedecer e ceder.

Volto amanhã, escrevo pra você.





25/04/09


sexta-feira, 24 de abril de 2009

Pra ti, uma rosa vermelha!


Por que ceder a vez à morte

jogando no limbo toda a luz que tinhas?

Por que?

Por que deixaste o corpo deste jeito

antecipando amargamente tua partida?

Bela mulher, de inteligência nobre,

de fartos lampejos de vida e de amor

Por que poste fim ao teu lirismo?

Por que lançaste às trevas tua alma

ávida de sonhos e de desejos?

Por que atendeste aos apelos invisíveis

de seres que povoavam sua mente frágil?

Por que? Por que?

São tantos os por ques!

Mas as respostas seguirão contigo, mulher...

E não cabe a mim julgar-te agora.

Muito menos àqueles que te achavam louca.

Espero que o Mestre coloque em tua busca

anjos de luz, para que possas recuperar-te

desta insana e enganosa idéia de liberdade.



24/04/09


*A vida é feita de escolhas - e muda de rumo num piscar de olhos.

A isso chamam livre arbítrio, dom de Deus!


março de 2009

Silvia Mendonça

A graça de ser avó


Ser avó é ver perpetuar

sua fé, sua família.

Ser avó é ter a força

de caminhar com alegria.

Ser avó é misturar

paciência, amor, sabedoria.

Ser avó é enfeitar de cores

o dia-a-dia.

Ser avó é bolo de cenoura,

travessuras permitidas,

é casa bagunçada,

é bife e batata frita.

Ser avó é partilhar dos sonhos

e histórias da Carochinha.

Ser avó é mais que tudo

ter "anjos" por companhia.



26/07/2008

Amigos verdadeiros (Poetrix)




Relacionamento sincero

Cumplicidade etérea

Escolhas do coração.



24/04/09

Amor adormecido

Psiuuu...


silêncio!


o amor adormeceu


aconchegado em mim


Não o desperte!


Deixa que ele descanse


Quem sabe ele acorde


renovado e feliz?


E se não despertar


que ele durma eternamente


no coração da lua.



24/04/09






quinta-feira, 23 de abril de 2009

Breves versos


amar-te sem remédio

remediada estar

fazer-te companhia

apenas no olhar

rir de ti nas horas vagas

vaguear nos teus sorrisos

desejar-te por inteiro

beijar-te sem compromisso

escrever-te em dias pares

ler-te em dias ímpares

dias de chuva guardar-te

dias de lua ...também!





24/04/09



A minha madrinha




Olá...vim lhe pedir a benção.

Faz tempo que você partiu.

Hoje é Dia de São Jorge

O dia em que você nasceu.

Mulher, vaidosa, guerreira,

de incontestável carisma

de alma livre e estrela

de um brilho especial.

Tantas pequenas lembranças

preenchem a sua saudade

às vezes elas vem visitar-me

e eu posso sentir sua presença.

E ao ver borboleta amarela,

a cor que você mais gostava,

passeando pelo jardim

percebo que agora é você

sentindo saudade de mim.



23/04/09

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Dia do Guerreiro (Indriso)



Faz um frio de fim de noite.


Um rasgo longo de nuvem


mancha de branco o céu.





A lua tímida se esconde,

numa outra nuvem que passa

São Jorge foi passear...




Madrugada é de alvorada.



Saiu para festejar.



23/04/09

terça-feira, 21 de abril de 2009

Hoje...(13)


Hoje...

Tarde de chuva fina

regando o verde e o azul.

Silêncio de carros e gente

faz um frio gostoso demais...

Acho que hoje não saio,

tem filme bom na tv!

Fecho porta e cortina

vou preparar meu privé.

Um lanche pra acompanhar?

Hun...chocolate ou café?

Ambos combinam com bolo.

Agora só falta é você!



21/04/09

segunda-feira, 20 de abril de 2009

O palhaço e o poeta



O palhaço pinta o rosto

pra fingir a dor da alma


e assim sobreviver


fazendo sorrir a platéia.


O poeta esconde a alma


que sobrevive de sonhos


pinta as dores do peito


faz poemas pra sorrir...


São semelhantes esteios


alentos do coração


poeta e palhaço na vida


comungam da mesma ilusão.




20/04/09




Na magia de um bolero


Dança comigo, meu bem,esta noite?

Me conduz no bailar da emoção

em seus braços me sinto levitar

sem tirar os meus pés do chão.

E na magia de um bolero ardente

deita seus olhos amados no meu

diga-me palavras lindas,indecentes

e enrosca meu corpo no seu.

Deixa que o desejo se aflore em nós

beijando-me com sofreguidão

neste quarto onde nem a lua

é testemunha de tanto tesão.

E no perfume das rosas vermelhas

espalhadas pelo lençol de seda

nos entregamos em total unção

absolvidos de qualquer sentença.



20/04/09

domingo, 19 de abril de 2009

Aluga-se um coração


Aluga-se um coração

num preço bem moderado

não é primeira locação

mas está abandonado.

O primeiro dono morreu

mas antes foi despejado

não cuidou dele com amor

o deixou mal conservado

Neste tempo que passou

sofreu por muitos reparos

e a dívida que ficou

exige um certo cuidado.

Inquilinos trambiqueiros

invasores virtuais

coração ficou fechado

não querendo sofrer mais.

Mas agora abriu as portas

quem sabe alguém se habilita

e se candidata ao aluguel

com amor a moda antiga?




20/04/09










Boa noite, amado meu! (Indriso)



Boa noite, amado meu!

Que os anjos velem seu sono!

É tarde também vou deitar...


Quando estou em poesias

perco a noção do tempo

e esqueço de descansar.


Tenha um lindo amanhecer!


Voltarei para lhe ver!



19/04/09



Minha voz neste silêncio


Por que não sentamos

à beira deste silêncio

e abrimos nosso coração?

Não faz sentido vivermos

uma verdade tão falsa

fingindo uma relação.

Juntos poderemos rachar

a força deste iceberg

e quem sabe encontrarmos

a resposta para nós dois?

Primeiro resolvemos o hoje

de mãos dadas com a verdade,

o depois ficará pra depois...


19/04/09


Réplica ao poema: Vozes do Silêncio (Euripedes Barbosa Ribeiro)

Recanto das letras - código T 1547195

Com meu carinho poeta!


sábado, 18 de abril de 2009

Em certos momentos...



Em certos momentos


me pego sorrindo


e até gargalhando


de fatos vividos.


São risos ditosos


de belas lembranças


algumas segredos


não é bom revelar.


Que bem faz a alma


saudades sadias


que de vez em quando


me deixam no ar.

Em certos momentos

me pego cantando

me pego dançando

me pego a sonhar...









19/04/09





Fica comigo


Fica comigo

e vem fazer folia no meu coração

me despe do pudor

e me assanha em suas mãos.

Traga as taças e o vinho

vamos embriagar nosso amor

Deixar a cama em desalinho

e amanhecer nesse sentir

de braços e pernas entrelaçados

sorvendo beijos e desejos

até a feliz exaustão

dos nossos corpos suados

selados de gozo e paixão.




18/04/09





De olhos vendados



Banhada de sol

de mar, de azul

do azul de um céu

manchado de nuvens

de nuvens branquinhas

como os teus cabelos..

Me despeço de imagens

virtuais mudanças

de olhos vendados

de tudo, do nada

coração atento

aos sons, aos sentidos

no caso do acaso

de sonhos desditos

medidos na mente

nos pés condutores

seguindo as trilhas

caminhos e cores

de cores e cripta
que escolhi

pra nós dois.









18/04/09

Esta noite...




Esta noite, somente esta noite

serei sua...

e então partirei sem cobranças

levando de nós a esperança

das emoções puras e contínuas

de nossa dança.

Nossa primeira e derradeira dança...

Num encaixe perfeito de corpo e alma

que perpetuará apenas em nossas lembranças.




18/04/09

Convite


Convida...


e eu consigo ler o seu desejo,


a sua busca, o seu anseio.


Aceito...


porque me atrai o seu segredo.


Sei que não devo


mas não resisto ao seu apelo.


Eu gosto deste seu jeito discreto


de me fazer o convite.


É como um sussurrar em meu ouvido.


E me entrego.


Eu atendo ao seu chamado


guiada pela luz do seu olhar


triste e sereno.


E me pergunto:


- Que estranho é este


que me envolve num delicioso querer?






17/04/09

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Borboletas (Poetrix)


Materialização

Renovação

Mensageiras de Deus
17.04.09

O que será da Terra, da água e do Homem?


Que gosto tem a chuva

que cai e que castiga

Que banha a terra seca

que mata e que dá vida?

Que cheiro tem a terra

molhada desta seiva

que arranca o caule prenho

e os pés que nela pisam?

Que sonho terá o Homem

que planta o que não come

sem terra, sem sustento,

sem água, sem destino?

Que futuro desta Terra

farão os que inda lutam

vencerão o mal com flores

ou bendirão a força bruta?



16/04/09


Melhor que seja assim

O que me atrai?
O que me fala este seu olhar tranquilo?
Esse seu jeito de bom moço?
Esse desejo de estar comigo?

O que me trai?
As verdades dos meus pensamentos?
As minhas idas até você?
A vontade de ficar contigo?

O que me retrai?
O impossível do querer, do ter, do viver?

Foram tantas marcas antes recebidas
de dores e prantos vencidos!
Não quero o mesmo sentir por você.

Quero manter seu rosto em minha mente
da forma mais suave e convincente
beber das suas palavras docemente
e guardá-lo em mim, amigo, eternamente.







16/04/09

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Era uma vez um carro



Era uma vez um carro

um carro do ferro-velho

sobre a calçada da estrada

da estrada que não o via.

Era uma vez um carro

um carro da cor do pecado

servia de abrigo pros ratos

abrigo da chuva fria.

Era uma vez um carro

vermelho do ferro-velho

na estrada, no meio fio

da chuva que castigava

Era uma vez um carro

dos ratos sobre a calçada

do velho ferro torcido

já nada mais lhe sobrava.

Era uma vez um carro...

sem teto, sem pára brisa

sem histórias pra contar

sem os ratos de companhia.



16/04/09

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Oração


O Senhor é meu escudo

Nada no mundo me assusta

Se Ele está no comando

Tudo posso e fortaleço.

Sou pequena diante Dele

Mas com Ele sou gigante

Por isso não temo as trevas

Vencendo-as não esmoreço.

Ele me protege das flechas

lançadas por inimigos

Ele sempre me guarda

deixando seus anjos aqui.

Que diante a minha morada,

de noite como de dia,

me protegem das ciladas

me livram das agonias.

Não temerei mal algum

e nada me faltará

Sua mão me abençoa

sua Luz me bastará.



15/04/09

Falei, tá falado!


Não tenho medo de fantasmas

nem de boi da cara preta

não fique de marra, seu moço

desarma esta careta!

Se eu falei, está falado

falei do meu coração

se não quiser amizade

eu aceito sua razão.

Mas me deu a liberdade

de irmã e de amiga

por isso, me perdoe:

é amigo de uma figa!

Se pensa que me atinge

com esta sua ofensa

perdeu o tempo cumpade

não me faz diferença.

Eu encarei numa boa,

to calminha pra chuchu,

se estivesse estressadinha

mandava tomar caju

E adeus que já vou indo

tenho mais o que fazer

não fico mexendo em ninhos

de cobras, como você.




15/04/09



terça-feira, 14 de abril de 2009

Por segundos

Incômoda sensação de amor
em cruas alucinações
da alma.
Recuso-me sentí-la
e abafo as saudades suas.
Desvio os olhos
dos olhos do meu desejo.
Escusa-me!
Mas como é bom
pensar nos beijos!
Sinto-me em transe,
fora de órbita.
Espera lá! Não posso me desordenar.
Respira alma indecisa!Não perca o senso!
Toma de novo seu rumo... paciência!
Remida
Recolho os restos.
E volto ao silêncio.








14/04/09







Só mente só


Somente
não lamente
estar só.

Somente
lamente
e tente
ser
diferente
na semente
do seu ser...

Ser que mente
inutilmente
e faz parecer
doente ou
demente
sem ser.

Por isso não deixe
padecer
sua semente
que ainda pode germinar.









14/04/09

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Esperança





É uma bóia para o náufrago

Um luz no fim do túnel

Uma fonte no deserto.





13/04/09

Beijos de linguas (Poetrix)



Encontro de músculos móveis


Linguagem do sentir


Encaixam almas e corpos.






13/04/09


Dia do beijo?


Hoje é dia do beijo?

Não têm mais o que inventar!

Criaram o dia do beijo

Então, vamos beijar...

Beija a vovó o netinho,

beija a flor o passarinho

beija a menina o menino

beija com muito carinho.

Beija o sol a bela lua

beijam as estrelas o céu

beija a brisa a manhã

beija o prado o corcel.

Beijos de tantas maneiras

Beijos de gostos diversos

beijo você bem gostoso

nas linhas destes meus versos.



13/04/09

Ato falho


Tens razão!

Por que eu preciso que olhes

no rasgo do meu vestido

os versos que sem sentido

ainda faço pra ti?


se está feio ou bonito

se tem ou não emoção

por que peço opinião?

maldito vício antigo!



Esqueças...

saí de casa sem bolsa

deixei o meu celular.

Passei um brilho nos olhos

e fui à lua pescar

pescar estrelas no céu

pro meu poema enfeitar

e trouxe um pontinho escondido

pra nunca mais perguntar.







12/04/09

sábado, 11 de abril de 2009

Tristeza (Poetrix)


Olhos opacos

Alma apática

Portal da depressão.

Nem tanto,nem tão pouco


Seduz-me...
ousando com as palavras
mas também com a suavidade do seu olhar.

Toque-me...
com a audacia de um amante
mas também com a sensualidade do seu querer.

Beija-me...
com desejo e com vontade
mas também com a delicadeza do seu sentir.

Possua-me...
com todas as suas fantasias
mas também com a intensidade do seu amor.

Não seja tanto, nem tão pouco
seja só o essencial
entre a volúpia e a sutileza
seja assim, especial.


11/04/09

Trovejando



*

Era doce a brincadeira
De tão doce acreditei
Era de puro sentir
O amor que eu te dei.

*

A vida dá muitas voltas
Nas voltas que a vida dá
Numa eu sei que te encontro
Não te esqueças de rezar.

*
Foste tu que acostumaste
O meu coração a sonhar
Agora tu foges covarde,
Deixando-me a soluçar.

*

Ele era um cavalheiro
Ela era a sua flor
Ele se enfeitou de espinhos
Magoando seu amor.

*

A mídia insana omite
Informações valiosas
E faz a mulher acreditar
Que o belo é ser gostosa.

*

É tão doce o seu olhar
Como doce o mel da abelha
É tão bom o seu beijar
Que a minha pele incendeia.

*

Como gosto dos seus beijos!
Como é lindo seu sorriso!
Me derreto quando pede:
-Vem fazer amor comigo!

*

Quero o doce do teu corpo
Quero tudo no teu beijo
Quero sentir o teu gosto.
Quero dormir no teu peito.

*
10/04/09

AMOR CONSCIENTE



É O AMOR QUE AGENTE SENTE
QUE VEIO EMBRULHADINHO PRA PRESENTE
E NOS DEVOLVE O AMOR QUE AGENTE DÁ.
É AMOR PARA DURAR ETERNAMENTE
E RENOVAR SEMPRE A SEMENTE
DO DOCE CONVIVER.

AMOR QUE NÃO MACHUCA
AMOR QUE NÃO ESQUECE
AMOR QUE NÃO ANULA
AMOR QUE NÃO ADOECE...

AMOR QUE FAZ BRILHAR OS OLHOS
QUE NÃO DEIXA O SORRISO SE ESCONDER
AMOR QUE ILUMINA TODA A ALMA
E NOS FAZ REJUVENESCER.
AMOR QUE NOS TRANSFORMA EM POESIA
E FAZ A VIDA TER OUTRO SABOR.

MATÉRIA PRIMA HOJE EM EXTINÇÃO?

O QUE AGORA VEMOS ENTRE CASAIS
É AMOR PIRATA, AMOR IMITAÇÃO.


11/04/09

Perdas e Pedras


Despida dos meus ais
O meu “eu” se supera e
Ante as perdas e pedras
Que erguiam meu castelo... não se entrega.

Soterraram meus sonhos
Mas não as minhas esperanças.

Sentimentos
Palavras
Lembranças
Consciente... arremesso aos ventos!

Não quero a dor alojada em mim,
Porque o amar é mais que o sofrer.
Quero motivos para ser feliz.
E retomar a paz no meu viver.

11/04/09

Assim Seja



Não encontro as palavras.
Onde se esconderam
as emoções de outrora?
As lembranças sobrevoam
Impiedosas sobre folhas de papel.
Escrevo, reescrevo,
E por diversas idas e vindas
da máquina de escrever
me desconheço ou me descubro
...sei lá.
Retiro as folhas e as amasso incrédula
Arremessando ao chão todo passado.
Exausta, a alma pede clemência
À mente aflita
e ao corpo que se desfecha,
Que aceitem a verdade em verdade,
Em nome do desamor.
Assim seja.


10/04/09

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Perder a cabeça (poetrix)


Amar e abstrair-se

Ser possuída pelo ciúme

Cegueira e loucura.


09/04/09




Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores