Digital clock

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Um presente para Oxum


Serenou, serená

Sou filha da Oxum

Beleza de Orixá!

Serenou, serená

A dama de Xangô

Amada de Oxalá.


Conta a lenda que a ela foi destinada

a missão de religar orum com aiê.

Oxum juntou, fazendo belas as mulheres

que dançaram ao som dos atabaques e xequerês.


Para saber da arte de adivinhação

fêz trocas de favores com exú.

Deusa do ouro, da riqueza e do amor,

dá a Oxossi o poder de Alaketu.


Oxum não gosta de ver injustiças,

salvou da morte a pequena Oiá.

Oxum não gosta de ver sofrimentos,

reparte a oferta com Obatalá.


Oxum senhora dos búzios,

dona das cachoeiras,

beleza maior de Yabá,

cuida da minha cabeça.



24/02/09

Pra curar a dor doída




Dor doída, dor calada

dor sofrida, dor chorada

múrmurios silenciosos

pensamentos adversos

mente contrariada

olhos perplexos

abafo a minha verdade

me retiro lá do fundo

não, não é mal de amor

mas é mal deste mundo.


se eu tiver que perder

se eu tiver que ganhar

eu não vou mais me render

eu não vou mais me humilhar

vou tocando minha vida

eu não sou desse lugar

se for esta minha sina

não vou me degenerar

minha herança é a poesia,

meu escudo, a lealdade

meu coração o meu guia

minha estrela a liberdade.


vem falar de amor, seu moço

ou me faça uma canção

seca os meus olhos com beijo

cura alma e o coração

deixa que deite a cabeça

no seu ombro e lhe escute

dedilhando o violão

até que eu me adormeça.


25/02/09



terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Hoje...(5)


Hoje no bloco eu saio

de frente pra minha alegria,

sou porta-estandarte de mim,

dona da minha folia!

O dia azul só promete,

lá vou eu e a poesia

batucando o coração

sem perder a harmonia.

E pontikibum, lá vou eu...

é hoje o último dia!

Quero ser o seu enredo,

quero a sua fantasia!

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Menino sol,Menina lua



Menino sol,menina lua
deram as mãos pra passear
e pelo o andar de tantas ruas
à luz do amor foram sonhar.
Desceram rios, formaram montes,
encheram risos, provaram o mar.
Subiram o altar de tantos planos
rezaram à sombra de um luar.
Caçaram estrelas, ouviram folhas
que o vento trouxe para cantar.
e as flores brancas do jasmineiro
chegaram juntas pra perfumar.
Os passarinhos vieram todos
beijar o dia de farto sol
e os dois felizes vestiam branco
e caminhavam sob o farol.
As borboletas de azul celeste

mostravam a eles como bailar
e os dois juntinhos depois da trilha
deitaram o verde pra descansar.
E a fantasia vai além daqui,
começa em mim, começa em ti

é permitido sonhar assim
e assim seremos muito mais felizes.

23/-2/2009

Trovejando





O amor é divino sentimento chama. Competir não é do coração que ama. Quem ama acolhe, divide e partilha, com o outro ser que sua alma conquista. (23/02/09)

Feliz Aniversário,pra você!




São tantas contas
são tantas datas são tantas idas e vindas e este amor que não desata.
- Ah, se pudéssemos escolher a quem querer! - Ah, coração de navalha!

Maltrata a alma com sua dor cortante.
- Ah, coração sem jeito!
Que teima em me desafiar com este nome tatuado no meu peito!


E por mais que eu queira me esquecer
lá vem lembranças me dizer
que o sol brigou com a lua,
mas é da lua o seu amanhecer.



Ontem, hoje, amanhã...
Feliz aniversário pra você!

Que tantas fez... que tanto faz!
E que não sai do meu viver!


23/02/2009

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Baile da terceira idade


A solidão retoca a maquiagem
e vai ao baile.
Depila as lembranças
se veste de luz,
Convida a esperança pra dançar.
A matéria é perecível
mas a vida está na alma
que é livre pra sonhar.
A pele ressequida
Os cabelos brancos
Tudo é esquecido num olhar.
As mãos fazem o convite
Os braços se envolvem
e os pés conduzem
o corpo a deslizar.
Os pares se revezam
em doce harmonia
e antigas melodias
fazem a mente viajar.
Ali tudo é possível
à poesia dos sentidos.
Ali só a tristeza
não tem onde ficar.


20/02/09

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Marchinha: Cheirinho de Sachê




Neste carnaval,

nosso amor entra no clima.

És meu pierrot
e eu sou tua colombina.
Vou fazer folia
no teu coração,

vou jogar confete
na tua paixão.
E com serpentina
vou te segurar,

vamos neste bloco

até o sol raiar.

São três dias de alegria
fantasia e bem querer
nosso amor lança-perfume
tem cheirinho de sachê.


18/02/09

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Meus netos


Cinco pares de olhos me rodeiam.
Cinco estrelinhas no meu viver.
Cinco criaturinhas adoradas.
Cinco anjos a me protegerem.

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Multifaces

Me diz

Quem é o moço

Que fala de amor

Que usa tantos nomes

E diz falsas verdades.

Seria um poeta? Ator?

Um escritor?

Ou um ser enjaulado,

Na sua identidade?

Moço de finos e envolventes modos,

Dotado de poesias, sutilezas e canções.

Aquece minha alma com palavras suas

E sem que se perceba rouba as atenções.

Mas este mesmo moço esquece seus valores

E sabe ser injusto, maldoso e cruel.

Mascara os seus erros, as falhas dos seus atos.

Indiferente, imputa-nos a culpa e a dor.

Quem conhece este homem?

Quantas faces ele tem?

Não sabe a quem ama.

Não é feliz também.

15/02/09

Canção da Esperança




NÃO TRAGA NOTÍCIAS DO LADO DE LÁ

JÁ É MUITO TARDE PRA RECOMEÇAR

TROQUEI DE ENDEREÇO, MUDEI DE LUAR

PEGUEI A ESPERANÇA, FOMOS PASSEAR.

AGORA EU SÓ QUERO TENTAR SER FELIZ

QUEM SABE ATÉ POSSA ME APAIXONAR

VOLTAR A FAZER TUDO O QUE SEMPRE FIZ

VESTIR POESIAS DO LADO DE CÁ.

NÃO TRAGA NOTÍCIAS DO LADO DE LÁ

PEDAÇOS DE SONHOS NÃO POSSO COLAR.

FOI TUDO BONITO NÃO DEU PRA APAGAR

A PONTE QUEBROU, EU NÃO PUDE FICAR.

AGORA EU SÓ QUERO TENTAR SER FELIZ

OLHAR A BELEZA DAS CORES DA VIDA

DANÇAR COM ESTRELAS NO ALTO DA TRILHA

SER COMO CIGANA, MUTANTE, ATRIZ.

NÃO TRAGA NOTÍCIAS DO LADO DE LÁ,

DE CÁ ME REFAÇO DAS TANTAS MENTIRAS

SENHORA DE MIM, NÃO VOU RETORNAR.

É TARDE DEMAIS, E A DOR SÓ ENSINA.

EU QUERO É VOLTAR A SORRIR COMO ANTES

TIRAR OS MEUS PLANOS DO CHÃO, DA RAIZ.

BRINCAR E CANTAR A CANÇÃO DOS AMANTES.

DO LADO DE LÁ, QUE ELE SEJA FELIZ!

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Amor caleidoscópio



Amor feito de fragmentos nossos,
Refletidos no espelho de nosso ser.
Produz imagens e coloridos novos,
A cada movimento, a cada renascer.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

ALTA TENSÃO


FACA AFIADA

CALOR/ARREPIO

TERRA MOLHADA

BANHO DE RIO

LUA/ESTRADA

FOGO/PAVIO

CORPOS SUADOS

CHEIRO DE CIO

MEL/HORTELÃ

TAÇA DE VINHO

GOSTO DE GOZO

AMOR/DESAFIO

EU E VOCÊ

NÓS DOIS/DESATINO.

À ESPERA

ABRI A PORTA DA CASA,

DEIXEI A ESPERANÇA ENTRAR.

ESPALHEI FLORES NA ENTRADA

E PERFUME PELO AR.

FIZ A CAMA, TIREI PÓ.

PUS O VINHO PRA GELAR.

ARRUMEI NOSSO CANTINHO,

SÓ PRA VER VOCÊ CHEGAR.

A TARDE SE VAI FACEIRA,

É TEMPO DE ME ENFEITAR!

COLOQUEI BRILHO NOS LÁBIOS

E ROUPA DE PASSEAR.

PONHO DISCO NA VITROLA.

- É VINÍCIUS! VAI GOSTAR.

PREPARO A JANTA, O ABRAÇO,

PORQUE SEI QUE VAI FICAR.

A NOITE CHEGA COM GRAÇA.

LUA VEM TESTEMUNHAR

TODO AMOR, TODA SAUDADE,

INCONTIDOS NO ESPERAR.

MAS NÃO FOI COMO ERA ANTES!

NEM OS GESTOS, NEM O FALAR...

NÃO DEIXO QUE SIGA ADIANTE

E ME PERMITO CHORAR.

VOCÊ ME OLHA ASSUSTADO,

ADMITE ME MAGOAR.

E EU SOZINHA ME CALO,

NÃO SEI COMO PERDOAR.

QUE TOLICE SUA DESCULPA!

CONFUNDIU MEU MODO DE AMAR?

BATI A PORTA EM SILÊNCIO.

NÃO SEI SE VAI MAIS VOLTAR.

A Estréia





O TEATRO, UM QUARTO.

O PALCO, A CAMA.

............................................

CENÁRIO MUITAS VEZES IMAGINADO.

ENSAIARAM SEUS PAPÉIS AO LONGO DO TEMPO,

SOLITÁRIOS E APAIXONADOS.

ESTE MOMENTO DE ESTRÉIA ERA ESPECIAL.

APESAR DA EXPERIÊNCIA DA IDADE,

NÃO CONSEGUIAM DISFARÇAR

A ANSIEDADE, O MEDO, O DESEJO.

FECHARAM A CORTINA PARA O MUNDO

NÃO PRECISAVAM DE PLATÉIA.

ESTAVAM SÓS. DESCORTINAVAM-SE.

NEM UM SOM HAVIA ALÉM DA RESPIRAÇÃO OFEGANTE.

PRIMEIRO TOCARAM-SE COM OS OLHOS.

DEPOIS, APROXIMARAM-SE E LENTAMENTE SUAS MÃOS SE ENTRELAÇARAM.

SEUS CORPOS, JÁ ENSANDECIDOS,

ENCONTRARAM-SE.

E, DESPIDOS DE CULPAS E TENSÕES, AMARAM-SE.

NÃO HAVIA DIREÇÃO.

DIRIGIRAM-SE MUTUAMENTE.

E ENTRE SUSPIROS E DECLARAÇÕES,

OUVIRAM, CADA UM, O CORAÇÃO QUE APLAUDIA.

PROMETERAM ALI QUE NUNCA MAIS DEIXARIAM

AQUELE AMOR SAIR DE CENA.

CRIS

07/01/2009

ACALANTO




OUÇA,MEU PEQUENO...MEU MENINO,
MINHA VOZ NOS VERSOS QUE DEDICO,
FOI TÃO BOM FAZER PARTE DE TI!
ONTEM O AMANTE - HOJE O AMIGO.

TUA ALEGRIA ME DEIXOU
REVIVER UM TEMPO JÁ VIVIDO.
A MENINA QUE UM DIA FUI
BRINCOU, SEM PUDOR, DE AMOR CONTIGO...

QUANDO A SAUDADE TE ENCONTRAR
E TE LEVAR NOTÍCIAS DA MULHER,
LEMBRA DO SORRISO DA MENINA
E DE TODO BEM QUE ELA TE QUER!

GUARDA NOSSO SEGREDO NA CAIXINHA,
NO CANTINDO DO TEU CORAÇÃO.
E QUANDO A ALMA TE COBRAR ALENTO,
FAÇA DA POESIA UMA CANÇÃO!




P/MBFILHO
2004



Lu@ Chei@


Silêncio!
Nenhuma palavra dita.
Olhos perdidos no céu.
Estrelas por companhias.
Hoje - noite de lua cheia.
Lua cheia de amor,
de pranto,
de espanto,
de dor.


RJ, 12/01/2009

Estado da Alma




A mulher fita o nada
cantarola como se ninasse seus sonhos.
Balança o corpo levemente, pra lá e pra cá,
como um barquinho à deriva.
Olhos marejados de tristeza,
coração silencioso.
Porquês invadem sua mente,
sua alma se enche de agonia.
Seria tão fácil se livrar da dor,
se não fosse todo amor que ela sente. 12/01/2009

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

AMORES


AMORES ANTIGOS, DORIDOS, PERDIDOS, AMORES ROUBADOS, ACHADOS, SONHADOS. AMORES AMIGOS, TRAÍDOS, SOFRIDOS, AMORES PENSADOS, E ATÉ DESLIGADOS... AMORES MODERNOS, SINCEROS, ETERNOS, AMORES DE PELE, DE CARNE, DE ALMA, AMORES DE FATO, DIVINOS, BENVINDOS, AMORES DE PAZ, DE BUSCAS, DE CALMA. AMORES CONTRATOS, DE FOGO, PAIXÃO, AMORES QUE FICAM AMORES QUE VÃO. AMORES SEMENTES, QUE FOGEM QUE MENTEM, AMORES FACHADAS, SEM COR, SEM TESÃO. AMORES BANDIDOS, ESCRITOS, VIVIDOS, AMORES REAIS, OU ATÉ VIRTUAIS. AMORES FIÉIS, QUE CHORAM QUE SENTEM. AMORES DE UM OU QUEM SABE DE MAIS. AMORES ENFIM SÃO SEMPRE AMORES, MAS NÃO HAVERÁ AMORES IGUAIS.

E AÍ?


FUI AO MAR PRA PERGUNTAR

PORQUE FOI QUE “ELE” SUMIU.

MOLHANDO MEUS PÉS ATENDEU

E SUSSUROU: CALMA, CRIS!

FITEI SUA IMENSIDÃO,

TENTANDOACHAR O QUE SE DEU.

MANSO O MAR ME ENTENDEU

E REPETIU: CALMA,CRIS!

COM OS OLHOS MAREJADOS

MINHA SAUDADE CONFESSEI.

NO BARULHINHO DAS ONDAS,

MURMUROU: CALMA, CRIS!

A INCERTEZA DA ESPERA,

O ENCONTRO DO OLHAR,

O TOQUE, O ABRAÇO, O BEIJO,

IMPOSSÍVEIS DE NEGAR.

O AMOR QUE SINTO É FORTE,

TÃO BONITO QUANTO O MAR,

QUE ME PEDE PRA TER CALMA,

MAS QUE NÃO SABE ESPERAR.

MEU CORAÇÃO SEGUE AFLITO

SEM RESPOSTAS PRA ME DAR...

NÃO FOI REAL! FOI SÓ UM SONHO.

É MELHOR ASSIM PENSAR!

DIZ PRA ELE, AMIGO MAR

QUE EU AGUARDO SEU SORRISO,

SUA VOLTA OU ATÉ SEU ADEUS.

PORÉM NÃO DEIXE EM SUSPIROS,

SOLIDÃO E DESALINHOAlinhar à direita

MEU CORAÇÃO QUE É SÓ SEU!

2003

SERPENTES




Mentes insanas,

Cruéis serpentes

Farejam presas

Seus alimentos

Das almas suas

Dos vis intentos

Pobres dementes

Que a dor exala.

Rastejam sujas

Por entre as flores

Semeiam prantos

Provocam males

Caminhos turvos

Entre os amores

São de ninguém

Ninguém os tem.

Armam ciladas

Servem de visgos

Excitam tolos

Venenam o bem

Lamento todas

Mortais serpentes

Que a terra ferem

letais sementes.

10/02/2009

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Liberdade ainda que tardia


Soltas as amarras
Sob o céu vermelho
Nuvens cobrem as cinzas
Aves de rapina.
Quero o que é meu
Não vou sufocar
Vou estar aqui
Se o sol chamar.
Nada é de ninguém
Nada aqui é tudo
Se não tiver sol
Vou me retirar.
Largo minhas armas
Pra recomeçar
Chão de estrelas mudas
Sei que irei pisar.
No horizonte escuro
Surge um novo dia
Mesmo que sozinha
Eu tenha que chegar
Levo a minha lua
Minha mãe de prata
E a saudade tua
Nada vai mudar
E se acaso o amor
Queira me trazer
Pássaro cantante
De essência nua
Flor de luz no pântano
Vai resplandecer.
Que uma leve espuma
Nos meus pés descalços
Lave-me a tortura
Dos meus tristes ais.
E a alma livre, solta.
Possa então amar
Vestida de lírios
Ungida de paz.

08/02/2009

domingo, 8 de fevereiro de 2009

SONHOS


SONHOS SÃO ANSEIOS DA ALMA
ÁVIDA DE SENTIMENTOS DIVERSOS
BUSCANDO NÃO SOMENTE SER FELIZ
MAS FAZER FELIZ A QUEM SE AMA.
HÁ SONHOS SOLITÁRIOS, SONHOS PARTILHADOS.
DESEJOS QUE EXISTEM E SOBREVIVEM.
ALIMENTANDO NOSSO CORAÇÃO.
E ASSIM SONHAMOS NÓS ENAMORADOS
TANTAS VEZES ENTRE JURAS E AFAGOS
NA ESPERANÇA DE UM FUTURO NOSSO
ENTREGUES A UMA TERNA ILUSÃO.
SONHAMOS DE MÃOS DADAS PASSEAR
BANHANDO NOSSOS PÉS N’AGUA DO MAR.
E À NOITE PELA LUA ABENÇOADOS
NO BANCO DA ALAMEDA NAMORAR.
SONHAMOS CINEMINHA COM PIPOCA
FAMÍLIAS REUNIDAS NO NATAL
SONHAMOS TANTAS VEZES ACORDADOS
UNIR AS NOSSAS ROUPAS NO VARAL.
SONHAMOS NO ACONCHEGO DO SILÊNCIO
LEITURAS, BRINCADEIRAS, COISA E TAL...
SONHAMOS COMO TODOS QUE SE AMAM
TRAZER A NOSSA HISTÓRIA PRO REAL.
SONHAMOS, ENFIM, TANTAS VEZES JUNTOS:
FELICIDADE NAS COISAS MAIS BANAIS.
MAS FORAM AS MENTIRAS TÃO CONSTANTES
QUE FIZERAM NOSSOS SONHOS IRREAIS.
E AGORA AINDA DIZ QUE É MINHA CULPA?
ORA, FOI VOCÊ QUEM QUIS ASSIM.
EU SEMPRE FUI VERDADE PRA VOCÊ.
MAS VOCÊ NUNCA FOI IGUAL PRA MIM.



08/02/2009

COLOSSO


Gosto de bombom
Sêmem de licor
Jeito envolvente
De fazer amor.
Corpo cor canela
Formas de maçã
Olhos cor de mel
Beijos de hortelã.
Cheiro de pecado
Doce que provei
Tentação viril
Homem que eu amei.

TENHO PRESSA





TENHO PRESSA...

...PERDI A HORA,
...PERDI O TREM,
...PERDI O ASSENTO.

...PERDI A HISTÓRIA,
...PERDI A ESTRADA,
...PERDI O CHÃO,
...PERDI O SENSO.

...PERDI A FESTA,
...PERDI A DANÇA,
...PERDI O BEIJO,
...PERDI O INTENTO.

...PERDI O RISO,
...PERDI O AMOR,
...PERDI O JOGO,
...PERDI O TEMPO.

TENHO/ PRESSA/
NÃO/ ME /INTERESSA
RETRO/CEDER
RETRO/AGIR
RETRIBUIR
RETIFICAR...
TENHO/ PRESSA
O RELÓGIO ME APRESSA
TIC. TAC. TIC. TAC. TIC. TAC…
…TIC
TAC…

CINCO SENTIDOS




APRESSA-TE, AMADO MEU...
MEUS OLHOS PROCURAM OS TEUS.
QUEREM TOCAR-TE NA ALMA
E FALAR DO MEU AMOR.

APRESSA-TE, AMADO MEU...
QUERO SENTIR TEU PERFUME,
TEU CHEIRO DE CAMA MACIA,
DE TERNURA E DE PAIXÃO.

APRESSA-TE, AMADO MEU...
DEIXA QUE EU TE TOQUE A PELE,
QUE EU TE SINTA EM MEU COLO,
ABRIGO DO TEU CALOR.

APRESSA-TE, AMADO MEU...
POIS SÓ OUÇO TEU SILÊNCIO,
ÁVIDO DO TEU QUERER.
DEIXA QUE EU TE ESCUTE A RAZÃO.

APRESSA-TE, AMADO MEU
QUERO O GOSTO DOS TEUS LÁBIOS
E O QUE ANSEIAS PEDIR.
VEM BEBER DO MEU BEIJO
NA CURA DO TEU DESEJO,
E DE MIM NÃO MAIS PARTIR.
***
CINCO SENTIDOS
(EDMO)
COMO EU QUERIA OLHAR NO FUNDO DOS TEUS OLHOS
E DESPIR A TUA ALMA EM DESEJOS DE DECIFRÁ-LA
A TODAS EMOÇÕES CONTIDAS
E NUM PASSO DE MÁGICA REALIZÁ-LAS!
COMO EU QUERIA PODER DEGUSTAR O NÉCTAR
DO MEL DO TEU CORPO
E SENTIR NO PALADAR O SABOR
QUE NENHUMA ABELHA HAJA PRODUZIDO!
COMO EU QUERIA TER O DOM DE SER CAPAZ DE TRADUZIR
AO ESCUTAR AS PALAVRAS DESCONEXAS
PROFERIDAS NO ÁPICE DO PRAZER.
E COM A SABEDORIA DIVINA E AJUDA DOS ANJOS
PODER TORNÁ-LAS ETERNAS!
COMO EU QUERIA ESTAR CONTIGO NESSE MOMENTO
TOCANDO TODO O TEU CORPO COM MÃOS DE PLUMAS,
DE ENCONTRO A TODOS OS RELEVOS NATURAIS
E EMBEVECIDO ME TRANSPORTAR AOS CÉUS DE FELICIDADES!
COMO EU QUERIA SENTIR
O AROMA A FLUIR DO TEU CORPO,
QUANDO NUMA REAÇÃO QUÍMICA DOS TEUS HORMÔNIOS
SE FIZER A EXALAR DOS TEUS POROS
O PERFUME DE CONVITE
E DESEJOS
AO AMOR!
NA VERDADE, COMO EU QUERO AMAR VOCÊ!
AONDE ESTÁS?
QUANDO VENS?
26.06.10

ETERNAMENTE SER


SER SOMENTE TUA
TUA SER ETERNAMENTE
MULHER – DONA – SEMENTE
DO TEU AMANHECER

TUA LIRA, TUA NEURA,
TUA LUA BAILARINA,
TUA ESQUINA, TUA RUA,
TEU CANSAÇO, VÍCIO, SINA.

RASTROS, RASGOS, RAIOS
TODOS, TANTOS TRAÇOS,
DO TEU SER, NO MEU REGAÇO:
AMADO, SER.

HAICAI


ÚLTIMA ESPERANÇA
UMA GOTA DE CHUVA NO VERDE
ÚLTIMA ESPERANÇA SE VAI
DO OLHAR TRISTE MATERNO

DESEJO-TE




VEM, MEU MENINO GULOSO
VEM SENTIR O MEU CORPO
BEM JUTINHO DO TEU.
VEM, QUE EU TE FAÇO UM CARINHO
QUE EU TE DEIXO MOLINHO
DESEJANDO O QUE É TEU.
EU TE OFEREÇO MEU CÁLICE,
VEM PROVAR DO MEU GOSTO
VEM BEBER DO MEU MEL.
VEM, MEU MENINO MANHOSO
VEM PROVAR DO MEU GOZO
VIAJAR NO MEU CÉU.

Tempo Vazio




Estou tão vazia!
Estou tão sozinha!
Me deixa chorar...
Preciso chorar.
Onde foi que deixei
Meu tempo escorrer?
Palavras... palavras...
E este amor doentio.
Sem remédio.
Que tédio!
Por onde fugir?
Eu quero sumir!
Perdi sem noção
Meu último grão.
Não tenho você.
Não tenho razão.
Sou lua vagando
No céu sem por quês.




MORMAÇO


HÁ DIAS DE SOL, DE CÉU AZUL.
QUANDO O AMOR ESTÁ SORRINDO
QUANDO O AMOR ESTÁ FELIZ.

HÁ DIAS DE CHUVA, DE CÉU SEM SOL.
QUANDO O AMOR ESTÁ ZANGADO.
QUANDO O AMOR ESTÁ FEBRIL.

HÁ DIAS TAMBÉM DE MORMAÇO,
NEM TEM SOL, NEM TEM CHUVA.
HÁ UMA VAGA DISTÂNCIA
ENTRE MINH’ ALMA E A SUA.

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores