Digital clock

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(11)


Hoje, especialmente hoje,

fecho meus olhos úmidos

e por alguns instantes

visualizo sua paz.

No beiral da janela,

onde uma leve cortina

de cor rósea

balança suavemente,

lá está ela!

Nada fala, apenas sorri

e naquele seu jeito fraterno

me abraça com os olhos.

Levei-lhe flores,

pequenas flores,

são miosótis,

azuis e amarelos.



* 30/06/2010



segunda-feira, 28 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(10)


Brasil, o coração que torce

pelo grito de gol,

chora aqui do nosso lado

a chuva que cai e inunda.

Brasil, seu nordeste flagelado

perdeu a graça da festa.

Lama, grama, vida, morte...

Contrastam pela tv.

Brava gente brasileira,

que sofre, que vibra, que doa,

se o vento trouxer-nos a taça

que ela seja pra ALAGOAS!




28.06.10


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(9)


Descansa, meu anjo, sua alma,

que meu coração já acalmou

a dor que o desfibrava

e o mantinha triste.

Ah, se eu soubesse...

se eu pudesse...!

Não,não!!!

Não vou chorar, prometo.

Mas que a saudade é forte, é!

Ela ronda de mansinho e

vem povoar assim meu silêncio,

vazio do seu sorriso.


23.06.2010

Sentimentos ... IV...(8)


Noite fria

céu sem lua

invernou...

Uma garoa

cobre a rua

serenou...

Um coração

em rimas suas

soluçou...

Um coração

à procura

apaixonou.



23.06.10

domingo, 20 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(7)


Dissimulado e sem tom

este teu choro

sofrido!

E eu que te dei o ombro

para que chorasses,

amigo...

Onde queres chegar

com esta tua manha

insossa,

se falas do amor perdido

e cortejas outra moça?

Este teu papel de tonto

até que me convenceu

e o teu coração doente

está é bem melhor que o meu!



20.06.10



Sentimentos...IV...(6)


Vejo-te passar,

por entre a cortina me escondo.

E passas silencioso,

mas deixas no vento

teu cheiro de homem.

Fecho os olhos

e posso sentir-te

como antigamente.

Tão amado,

tão feliz,

tão meu!



20.06.10


sexta-feira, 18 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(5)


Triste, solitário,

coração reclama

o amor perdido.

O vento assobia,

agita as ramagens,

a pele arrepia.

Os olhos choram,

a saudade lírica

da mulher amada.

Hoje não tem poesia

não há luz

no meu luar!




18.06.2010

Sentimentos...IV...(4)


Serpenteiam

pensamentos

impiedosos

nas cabeças

nulas -

cruas...

Invejando

lauréis,

figuras patéticas,

de falsas palavras,

vigiam,

vagueiam...

Sorte minha,

sorte sua,

Sorte de

quem tem

proteção.









18.06.10









Sentimentos...IV...(3)


Não!

O amor ainda é!

E por ser ,

o vaso inteiro

ainda está!

À beira do fim,

amantes

olhares

senões...

Por que?

Por quem?

A troco do que?

Abracem o amor

antes que ele caia

e se quebre de vez!



18.06.2010



quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(2)


O amor é como o vento,

que entra sem bater.


Ele pode entrar em silêncio


ou então tempestuoso,


você vai reconhecer.


Ele é uma supresa,


um imprevisto,


um encontro.


Não depende de quem


de como e de quando.


Ele apenas vem.






16/06/10

terça-feira, 15 de junho de 2010

Sentimentos...Série IV ...(1)



As palavras


rasgam o silêncio ...


picadinhos de ilusão


alimentam um coração


doente.


Escapa um riso


pela noite fria...


maldosa a minha indiscrição,


presente a sua solidão


demente.



15.06.10



sexta-feira, 11 de junho de 2010

ENAMORADOS.............. (Poetrix)


Atrelados...

Adoçados...

Alados...



10.06.10

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Uma canção de amor




Essa canção de amor é pra você,


você que visita os meus sonhos,


alguém que eu nem sei quem,


para quem eu nem tenho planos.




Você, que me traz esse sorriso manso


e que no seu silêncio tanto se traduz.


Fico a matutar sobre tais encontros


e a imaginá-lo aqui com toda essa luz.




Uma cançao a você, querido, visitante


que eu nem sei porque me faz tão feliz


ao alcançar a benção do amanhecer.




Uma canção singela, com fios de esperança,


que toque como o toque do seu coração


e materialize esse bem querer...






09/06/2010








quarta-feira, 2 de junho de 2010

ESPERANÇA


A bailarina pisava com graça

Sobre o roto tapete vermelho

E a alma se encheu de emoção.


Vislumbrou com grande euforia,

olhos perdidos no espelho,

o transplante com imaginação.



A bailarina era a sua esperança.


O tapete o seu coração.



02/06/2010


terça-feira, 1 de junho de 2010

Pingentes *


* No momento meu coração está ocupado, após ouvir o sinal deixe seu recado: tumtum tumtum tumtumtumtum...

* Atenção, passageiro do vôo solidão, um coração aguarda-o na recepção!

* Ser ou não ser, dúvida própria da adolescência.

*Amor com reservas é amor repartido.

* Prefiro a solidão do que ter em sua vida um papel de coadjuvante.

* Só deixam saudade as pessoas que tocam nosso coração com simplicidade.

* Cada um de nós voa com as asas que tem, ao alcance do que lhe convém.

* O mentiroso é um tecelão suicida.

* No sexo, não aceite imitações exija o original.

* A dança libera a alma das inquietudes.



02/06/2010

Hoje ...(29)


Chove fino lá fora


o frio corta a alma


os olhos pesam


a cabeça pesa


o corpo pesa


a voz não sai


tudo é tão frio!


Um quarto no escuro


uma cama no meio


a vida estendida


as mãos sobre os seios.


Tudo parece estático,


debaixo do cobertor marrom.


Por favor, me tragam urgente


uma aspirina e um chá de limão





01/06/2010




Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores