Digital clock

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Nosso último duplix


Réveillon................................Ano Novo!



Nove fora, dez......................... Esperança!

Show, euforia! ........................ Confiança!

Sonhos de alegria. ................... Fé!



Israel dos Santos * Solua
31.12.09

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

O salto da libélula


O inquietante ser,

misterioso andróide

da mística celeste,

vagueia pelo dia

adentra a noite

vigia a lua.

Da moldura flácida

os olhos saltam

como as narinas,

que farejam tolas

o vaivém das folhas

sem motivo algum.

Pobre errante

mãos envelhecidas

açoitam trêmulas

a alma da libélula.

Fomenta seu ciúme

do que apenas nasce

em sua mente torpe

de matéria plástica.

Sem fios de verdade

sua memória morre

entre um piscar

e outro

da existência vil.



30/12/09

segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

E eu cantarei uma nova canção...


Provo do último pedaço,

faço a minha festa azul,

escrevo a última viagem,

canto em direção do sul.

Pinto o rosto de palhaço,

danço embaixo do luar

Viro a noite do avesso,

amanheço em novo olhar.

Vejo o sol no horizonte

clareando a rua escura,

lanço ao céu um lamento,

uma prece, quase jura.

Desprendo-me do lodo

das pedras que pisei,

abrindo-me pro novo

das sementes que plantei.

Que venham os cálices,

os sinos, as duras penas!

Que o mar lavou meus pés

e a fé não é pequena!



Feliz Ano Novo!

by CrisFigueira


28/12/09






segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

*MINHA MENSAGEM*


FONTE DE LUZ


ESTRELA-GUIA


LUA NO CÉU


ILUMINA


ZELA O MENINO.


NOITE DE AMOR


ANJOS PASSEIAM


TILINTAM SINOS


ALEGRIA ENTOAM


LÍRICA POESIA!




&




FELIZ 2010!
22/12/09

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Conselho


"Não desbote! Aviva as cores da sua alma, para que notem a sua beleza interior e possam sorrir contigo!"(CrisFigueira)


04.12.09

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Você é pra mim...


Uma eterna contradição.
Nem sim, nem não,
loucura, determinação,
amor, condenação,
sonho, alucinação,
esperança, desilusão,
aventura, pé no chão,
poesia, maldição,
renúncia, contemplação,
início e fim.


01/12/09

Minha Decisão


De que me vale
a testa franzida
o olhar sisudo
a boca serrada
a fadiga, as farpas
e os nãos
que a tarefa me oferta?
Parei!
Quero voltar a rir de bobeira,
a ver a vida pintada de azul.
Esquecer a cara feia, fechada,
tirar as rugas do meu coração.
A não ter compromisso de nada
a andar de mãos dadas com tudo
E brincar de mamãe, de vovó,
E amar, namorar, por que não?
Não importa a matéria, a idade,
A alma reclama atenção.
Chega de tanta tortura
se não me oferecem opção!
Ah! E quer saber de uma coisa?
O tempo voa! Não passa outra vez.
E eu aqui perdendo o melhor
do melhor que Deus me deu: Vocês!


01/12/09

Refazer


Descortina seus olhos
Permita seu coração

Refazer-se das cinzas

E voe livre, ame!
Retire do que passou
O melhor das emoções

Componha, cante, sorria.
Deixe que a vida entre

E realize suas fantasias.
Desenhe e pinte,

Em cores fortes e diversas,
o seu futuro
e creia que nele
você
vá estar!


01/12/09

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Pensamento


"Quando meu coração está confuso, minha alma sofre um apagão, meus olhos não veem inspiração, não há poesia hoje!"

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Pra você!


A tela surge plena

clara, vazia...

Meu olhar se perde nela,

que espera a poesia.

Os dedos pousados, imóveis,

esperam a ordem do meu coração

que parece nada querer dizer.

Por que nos foge a inspiração?

Sinto falta de você...


12.11.09

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Sorria, confia e aguarde!



Abri a janela


puxei a cortina


deixei o sol entrar.


Coloquei música


chamei a vida


e a convidei pra dançar.


Enquanto cantarolava,


ela suavemente


em meu ouvido sussurrava:


- Viva! Apenas Viva!


Sorria, confia e aguarde,


Porque é de Deus o milagre!



04.11.09

*Dedico aqueles que esperam por um milagre da vida.



quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Eu tenho medo


Tenho medo
Do homem que mata,
que fere,
que marca.
Da fome,
do frio,
do feio,
do fraco.

Tenho medo
Da mulher vadia,
e vazia,
sem luta,
sem brio,
sem brilho,
sem alma,
sem fé.

Tenho medo
Da criança perdida
nos vícios,
na dor,
das ruas,
pra sorte,
pra vida,
pra morte.

Tenho medo
Do idoso que morre
ou vive
sozinho,
sem risos,
sem sonhos,
sem lar,
sem valor.

Tenho medo
da fera em nós,
que aniquila,
que inveja,
que rouba,
e destrói.

Tenho medo
do que acontece
no escuro,
do fundo
do poço,
que dói.

Tenho medo
de tudo que se perdeu!
Da falta de luz,
da falta de amor,
da falta de Deus!





14/10/09


*Para Ciranda de Maysa (RL), com alterações.

terça-feira, 13 de outubro de 2009

SE...


Se eu sumir...
não ligue não,
quem sabe não fui por aí
renovar inspiração?
Se eu partir...
não chore não,
quem sabe foi hora de ir
sem ter que ouvir a razão?
Se eu cair...
não ria não,
quem sabe o amor há de vir
e curar meu coração?
Se eu morrer...
não sofra não,
porque eu deixo pra ti
um pedaço da minha emoção.


13/10/09

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Ciranda: Sentimentos


Sentir - corpo e alma,

Elo com o indizível.

Norteando vidas,

Temperando atos.

Intimos reflexos

Medos invisíveis,

Extases , fracassos,

Nexos, desconexos,

Tolices, ilusões,

O Homem e Deus
Simétricas emoções.
29.09.09
Para Ciranda de Maysa, RL.

Sentimentos...(30)


Silenciou-se a voz...

Invadindo a alma,

Lenta dor atroz,

Vela impiedosa

A minha mente.

Ninguém seguirá

Imortal semente.

Oh,morte! Sina!

Alguém dela foge?

Linha tênue do ser:

Vir, viver, partir.

Espasmo cósmico,

Sinuoso sentir.





29/09/09

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Sentimentos ...(29)



Gostava de dançar,



Ler, passear...namorar.



Onde ia,era só alegria.



Reunião com amigos,



Incríveis viagens,



Amores diversos



Confusos, de fé.



Até que um dia



Brincando com a vida



O cupido acertou o seu pé.





24/09/09
*Dedico a uma pessoinha querida que representou em vida muito mais q amiga, era uma irmã:Margareth Delly

Sentimentos...(27)...(28)



Retomava enfim seu lugar,


Ele sabia o quanto se amavam.


Juntos sempre foram felizes,


Ainda que longe estivessem.


No coração daquele homem


Existia apenas essa mulher


Cujo nome ele respeitava


Honrando seu sentimento.


Impelidos pela força do destino,


Conheceram outros caminhos.


Agora, viveriam seus momentos.








*-*


Jogou-se numa cadeira,

Olhos anuviados,

Tez abatida e cansaço,

Ainda não acreditava.

Em suas mãos a missiva,

Redigida sem cuidado -

Raposa velha, bandida!

Estava desempregado!








23/09/09

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Sentimentos...26

0
Não era de muito falar
E tinha um olhar distante.
Um homem triste, talvez,
Seguindo pela madrugada,
Acompanhado de sua timidez.
Suas rotas vestes escuras
Traziam marcas da solidão
Alimentando sua embriaguez.
Um homem, uma história de vida,
Traços na alma, sem porquês.


22/09/09

Sentimentos...(25)


Mais um dia de sol,
A mulher sorri feliz,
Urge então despertar.
Retoma a lida do dia,
Entoando melodias,
Linda mulher do lar.
Indefesa flor morena
Opositora serena.
Mistura singular.
A mãe, a voz, a raiz,
Cálice do amor tinto
Hálito de luar.
Abençoada Maria
Divina, diva, atriz,
O mundo é seu altar.




22.09.09

Sentimentos ...(24)


Noites orvalhadas
Úmidas paisagens
Vicejam as flores
Enfeitam jardins
Moços e moças
Breves amores
Romances afins
A vida acontece
Nova estação
Copulam as aves
Amor, sedução.
22/09/09

Sentimentos...(23)


Rua apagada, sem brilho,
A noite está sem lua.
Faz frio!
A chuva cai de mansinho
E rega as flores nuas.
Lirismo...
Teu corpo solto no cio
E eu te querendo no meu,
Um grito.
Braços estendidos, vazios,
Nada entre nós se perdeu.
Eu sinto...
Resiste o amor que é teu.


21/09/09

Sentimentos...(22)


Sinal amarelo.
A vida no vermelho.
Nada mais além
Da doença maldita...
Rosto no espelho,
Apático, sem cor.
Corpo estendido
Acena pra sorte.
Não luta, não chora,
Apenas espera ...
Seu último adeus.
Sem culpa, sem dó:
A morte a venceu!


21/09/09

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Sentimentos...(21)


O verde dos olhos dela,

Tão intensos quanto o mar,

Alcança os olhos dele,

Vagalumes ao luar.

Inquietas mãos se unem,

Obedecendo ao coração.

Com um beijo apaixonado,

Ocupam o ar de emoção.

Ressoam sinos distantes

Ao toque dos querubins -

Linda imagem dos amantes.



21/09/09



quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Insano


O sangue continua


a correr pelas ruas


violência absurda


que mutila, insulta,


a tal liberdade


minha e sua.


Pessoas imoladas


famílias enlutadas


enjauladas, sem paz.


Que paz??!!


Seres humanos,


Sejam humanos!


Que as garras


e as presas


são dos animais.








17/09/09

quinta-feira, 10 de setembro de 2009

Sentimentos...(20)



Ah, saudade tão grande!


Do amor que permance


no coração que padece


por alguém que está distante.


Ah, distância dolente,


Tenha piedade da gente!


Não permita Deus que eu parta


Sem que eu beije a face amada!








17/09/09

domingo, 6 de setembro de 2009

Surpresa


Mágico momento.

Faz eco na alma.

Coração agradece.
06/09/09

Haikai


Partos silenciosos.

As flores nascem.

Perfumes no ar.
06.09.09

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Sentimentos...(17)...(18)...(19).


Menina de pés descalços,
Alegoria das ruas,
Lépida, costumeira,
Um malabarismo insinua.
Não tem medo do mundo
O mundo nem a conhece
Vive sem eira nem beira
Onde a miséria faz prece.



*-*




Havia um brilho fosco
Envolvendo aquele olhar.
Lembranças adormecidas
Onde estava o seu sonhar.
Com o passar do tempo,
Rugas na alma e no rosto,
Ostentava aquela mulher
Sempre um ar de desgosto.
Isolada em seus segredos
Ocultava os seus medos.



*_*


Frente ao corpo do filho
Rezava a mãe em silêncio
A sorte que lhe faltou.
Não tinha forças no andar
Muito menos na alma
E aos prantos exclamou:
Leva,Senhor, o menino!
Leva, pra junto de Ti
O filho que um dia pedi.



* -*


02/09/09













terça-feira, 1 de setembro de 2009

Sentimentos...(16)



E setembro amanhece...

Desenhando as cores

Sobre a natureza bela.

Os ramos florescem,

Novos sóis no horizonte,

Pintam a Primavera!

As aves em revoada -

Uníssono tropical -

Linda versão dos céus,

Ungem toda a Terra.

Cintilam as borboletas,

Compondo o balé nas telas,

Imagens do próprio Deus.



01/09/09

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Sentimentos ... (15)





Hoje,
Lua não sai,
Uma lágrima cai,
Na escuridão da noite,
A saudade trai...


***
Doce mulher da minh'alma!
Encheste meus dias de sonhos,
Vazios de sol, cheios de dor.



Ah! por que partes silenciosa,



Levando contigo o amor?


***

Mulher de arrogantes traços
Em trajes insinuantes
Livre de todo preceito
Ri da vida num bar.
Engana sua alma vazia
Deitando com sua sorte
Incauta se deixa imolar.
***
Dia após dia, a rotina.
Olhos sem direção,

Cerrava a boca faminta,

E adormecia no chão.

Varria a chuva e o vento

A rua e a alma do homem,

Levando sua dignidade.




31/08/09

Sentimentos...(14)


Na noite que se vai silente,

Em sua janela suspira

Uma dor que não se acalma

Sendo dor de amor ausente.

Ícone de todo lirismo,

Senhora dos apaixonados,

A dama de prata escuta

Responde do céu estrelado

Deitando seus raios de luz

Acalenta seu choro velado.




31.08.09

domingo, 30 de agosto de 2009

Sentimentos ... (13)


Sentada em sua cadeira
Onde o balanço a adormece,
Lança olhar na TV
Perdida em recordações...

Ela já não tão ciente,
Reveza suas emoções
Entre o passado e o presente.

Inerte à vida lá fora
Recosta a cabeça e chora
Afagando suas memórias.


30/08/09

Sentimentos (12)


Ela voltara, ansiosa,
Unicamente por amá-lo.
Renunciou ao orgulho,
Insistiu em procurá-lo.
Pensou, que ainda só,
Estivesse a esperá-la,
Disse da sua saudade
Esquecendo sua mágoa.
Surpresa, descobriu
Bem mais que imaginava!
Aquele homem amado
Revelou-se apaixonado.
Batendo-lhe o coração
Onde esteve hospedada.
Sentiu como um punhal
Atravessando sua alma.


30/08/09

sábado, 29 de agosto de 2009

Duplix


A Carta //O Adeus

Li, em gotas .............// Pranto.
Tantas que borraram....// Partida.
Final que me descarta. //Perda.




Israel dos Santos // Solua

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Sentimentos...(11)


Não é desta vida este amor -
Alucinante, apaixonado.
Não, não é, mas ele teima
Cirzindo os fatos do passado.
Instiga e machuca veemente,
Liquida um coração já macerado.
Ah, pudera este amor arrefecer,
Utópico querer exagerado.
Ri,talvez, dos meus delírios,
Indelicado, ser astucioso.
Nega o que por mim ainda sente
Ostentando um romance mentiroso.



29/08/09


quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Modinha de menina


Ai, que saudade de você!
Vontade de te ver.
Não dá pra esconder.
Eu sei que vai dizer
Pra eu te esquecer!

Ai, que vontade de você!
Saudade de te ver.
Escondo meu querer.
Não dá pra te esquecer,
É bom saber!

Ai, que desejo de você.
Eu sofro sem querer
Melhor é te esquecer.
Mas antes vou dizer:
-Amo você!


27/08/09

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Sentimentos...(10)


Wath? my first love?
Ah! Quanto tempo faz!
Lembro pouco do rapaz.
Tamanha pressão havia!
E ele? Ele ficou pr'atrás.
Recordo meu pai que dizia:
Ainda nem tirou as fraldas!
Resmungar nem se podia!
Repressão total,meu caro!
Um dia pensei em ser freira...
Dá pra imaginar a besteira?
Ah! como os tempos mudaram!
Quem me dera poder contar
Um tiquinho de traquinagem!
Eu não passei do selinho
Roubado no fim da tarde.
Imagina minha coragem?-Bobagem!
Dançar é o que eu mais gostava,
Opção bem acertada.
Ah! Eu não era de ninguém...
Mas era bem paquerada! (risos)
Ilusões... quem nunca as teve?
Guardei-as no fundo d' alma
Onde a saudade faz pausa.



*Desafio proposto pelo meu amigo querido Walter Arruda (em acrósitco),poeta do RL*

25/08/09

sábado, 22 de agosto de 2009

Hoje...(21)


Hoje...ah, não me chame!

Preciso me sentir só.

Há tanta informação

neste cérebro cansado!

Isolo-me do mundo.

Nada quero saber

além do que

mostra a TV.

Insossa e sem graça.

Nada de sermões!

Nem análises, culpas,

ou decisões.

Quero silêncio

no meu interior.

Há tempo que

não me permito isso!

Sorrio pra vida

enquanto a vida

me faz chorar

a alma.

Que ninguém vê...



23/08/09

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Sentimentos ...(9)


Sentindo a alma triste, fria
Adormece toda sua vida
Numa tão inexplicável sina
De desenganos e mentiras.
Roubaram-lhe o brilho
Aprisionando-o em porões
Lameados, empoeirados,
Apáticos ao seu sentir.
Mortificada, enfraquecida,
Entrega-se sem saber lutar.
Geme e chora agonizante
O brilho que não foi buscar.



22/08/09

Sentimentos ...(8)


Sabia-se diferente do grupo
Inibia-se por não ser tão bela.
Levava sua vida solitária,
Viajando em suas fantasias.
Imaginava-se uma Cinderela,
Amada, apaixonada e querida.
Realizando assim seus sonhos
Enquanto as outras os viviam.
Gerou muros em seu caminho
Isolando-se num mundo irreal
Nunca soube da beleza do amor
Atrofiando sua história pessoal.


21/08/09

Sentimentos ...(7)


Grávida! ... Grávida?
Isto não estava nos planos.
Lançou-se em desespero
Diante do pior dilema:
O pai! ... O pai?...É, o pai.
O que dizer? a quem dizer?
Lá se foi a sua paz!
Imaturidade? Loucura?
Veste-se de mais coragem
E assume quem quer,
Ignorando quem não quer.
Roda a vida... corre o tempo,
A verdade detona a mulher.


21/08/09

Sentimentos ...(6)


Brilham hoje seus olhos
Enamorados, felizes.
Toda vida esperara
Inutilmente ansiosa.
Não estava na juventude,
Afoita e ingênua,
Mas na idade madura,
Apta para um amor
Recheado de carinhos
Certezas e emoções.
Onde a serenidade
Nela fizesse morada,
Destruindo sentimentos
Eternos de perdas,
Sandices e decepções.


21/08/09

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Sentimentos...(5)


Faz frio lá fora

E a moça chorosa

Revive saudosa

Num álbum de fotos

Antigas lembranças.

Nos olhos azuis,

Distantes dali,

A imagem d'avó,

Xale nas costas,

É só nostalgia.

Refeita ela volta

Enxuga a saudade

Zombando de si.


20/08/09


quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Homenagem a um amigo poeta

Jeito sensível,amável,sincero,
Assim é você, meu virtual amigo,
Irradiando em seus versos uma luz
Reflexo do seu belo interior.
Poeta, aqui estou retribuindo
O seu poema cheio de carinho
E agradecendo a Deus por existir
Tão boa amizade a nos unir, que
Assim seja até onde permitir!



19/08/09

* A Jair Poeta, amigo virtual do RL

terça-feira, 18 de agosto de 2009

De Direito...De esquerda



Não sou insubstituível.....Teses divergentes.


Por vezes, de fato,............Oposição aos fatos.


Axioma negado................Parecer contrário.



Israel dos Santos..............Solua




18/08/09

Sentimentos ...(4)



Já não havia nela a juventude


Apaixonante de ontem, ora


Inocente, ora insinuante.


Recordava com certa saudade


Os tantos romances que vivera


Versados no corpo de mulher,


Agora curvado e enrugado.


Luminosa criatura, inda sorri!


Inspirou-me aqui sua alma lírica,


Onde tracejo as formas do sentir.








18/08/09

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Sentimentos... (3)


Insinuou-se o rapaz,

Seduzindo-lhe a atenção

Revelou-se apaixonado.

A jovem cedeu-lhe o olhar

E enamorada sorriu-lhe

Levitando de emoção.

Devido a alma imatura

Olhos cheios de ternura

Sentia o céu lá no chão.

Suas bocas se afagavam

Atendendo ao desejo

Num lampejo de loucura.

Tola fora e agora chora
O amor que foi embora

Semeando outra aventura.
17/08/09

domingo, 16 de agosto de 2009

Tua Energia ............//............... Teu Carisma


Plasma na mente,...................//Luz na alma.


Sonhos termodinâmicos,....../ /Palavras e ações.


Grandeza anos-luz................/ /Graça divina.









Israel dos Santos//Solua

16/08/09

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Sentimentos (2)


Sorriam

Brincavam

Conversavam

Pareciam mesmo adolescentes.

De repente, sentiam-se

um no olhar do outro,

num momento de ternura

e desejo.

Iam se acarinhando com os olhos,

com as mãos, com os lábios,

até que seus corpos nus,

em movimentos doces e febris,

se conduzissem, se embriagassem

e se entregassem

numa intensa sintonia

de amor e de paixão.

Depois do prazer,

deitavam-se lado a lado.

E juntos, enamorados,

ouviam Chanson Damour...
Foi sempre assim!

Estavam felizes!

Eram felizes!

Mas acabou!



11/08/09


Chanson Damour(Ray Conniff)

Sentimentos (1)


Loucuras do poeta

querer amar

o amor que não é seu

querer sofrer

a dor que não é sua

dourando a folha nua

com versos tantos

repletos

de emoção

ou

tingindo a folha impura

com prantos todos

lançados

do coração.





12/08/09


* Série Sentimentos (II)

Toque de Amor (20)


Sentimo-nos mesmo distantes. Isso nos assusta ou nos faz mais mais próximos?



(Cfigueira)

12/08/09

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores