Digital clock

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Sentimentos...IV...(2)


O amor é como o vento,

que entra sem bater.


Ele pode entrar em silêncio


ou então tempestuoso,


você vai reconhecer.


Ele é uma supresa,


um imprevisto,


um encontro.


Não depende de quem


de como e de quando.


Ele apenas vem.






16/06/10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores