Digital clock

segunda-feira, 16 de março de 2009

Incoerentes atitudes


Por que só tenta me iludir

Me confundir, me enganar

Eu nada fiz pra lhe ferir

Você quem quis me conquistar.

Mas escondeu os seus segredos

E me deixou frágil demais

E quando li suas mentiras

Continuar não fui capaz.

Reveja todos os seu erros

Não se detenha em me julgar

não me condene pois somente

meu erro foi acreditar.

Eu me envolvi na utopia

de um cavalheiro amante

que me fazia promessas

com seu falar elegante.

Não venha me seduzir

e depois me flagelar

com vingancinhas pequenas

porque não vou me igualar.

Sossega seus vis impulsos

e tenta se conhecer:

narciso, cruel,egoísta

é o que pode parecer.

Quem ama não lança flechas

Se ama como me diz.

Se não ama, siga com a dama

E procure ser feliz!





16/03/2009


Um comentário:

  1. ESSA LEITURA ME FEZ LEMBRAR DE TEMPOS E TEMPOS....QUE VC EXPOR COM DELICADEZA..
    "QUEM AMA NÃO LANÇA FLECHAS", MAS QUANDO
    LANÇADAS, A DOR PODE SER IMENSA, MAS
    TEM CURA...
    BEIJOS AMIGA
    VÂNIA

    ResponderExcluir

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores