Digital clock

terça-feira, 3 de março de 2009

Prisioneira de ti




Enterraste-me viva dentro de ti
Porque ainda me amas, eu posso sentir.
E quando percebes o meu sucumbir
Com lembranças reanimas o meu exitir.
Mantém-me presa ao teu coração,
dos meus pensamentos tu foste ladrão.
São fortes as correntes do teu ser
Que não consigo outro alguém querer.

Liberta-me! Deixas que eu siga!
Tu já tens outra em meu lugar.
tira-me deste cativeiro triste
para que eu possa novamente amar.

Em tua alma um conflitante estágio
de sentimentos te esvaziam.
Ora tu foges de mim, a realidade.
Ora tu preferes a ela, a fantasia.
Porque tua vida não pode ser contada
Porque no imaginário consegues ser feliz.
Renuncias assim ao meu amor sincero
aprisionando-me como um algoz em ti.


03/03/09

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores