Digital clock

sexta-feira, 13 de março de 2009

SENHORA FAVELA




No palco da vida

de triste contraste

de dia é menina

de noite mulher

de dia a rotina

da alma sofrida

de noite a faxina

de ser o que quer.


Vestida de panos

de todas as cores

retalhos de sonhos

e linhas de pipa

realidade esquecida

nos votos vencidos

de quem só promete

e não quer nem olhar.


É ela de dia

a pobre menina

da história vivida

e dos tristes ais

das balas perdidas

do mundo sem lei

de lei sem limites

de filhos sem pais.


De noite ela surge

vestida de negro

a bela senhora

de brilhos fatais

e se entrega pros sonhos

das telenovelas

além das manchetes

que vem nos jornais


Senhora de quem?

de um ou de mais

e brigam por ela

e morrem por ela:

Senhora Favela.



13/03/09


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)

Viagem...(João Aquino e PC Pinheiro)
Oh! tristeza me desculpe, estou de malas prontas,hj a poesia veio ao meu encontro já raiou o dia, vamos viajar...
Ocorreu um erro neste gadget

Arquivo do blog

Adorei sua visita!

Deixe seu comentário.Ele é muito importante pra mim. Cris Figueira*

"Espero no seu tocar a sutileza das asas da borboleta."(Cris)

Seguidores